domingo, 7 de abril de 2019

Para 57% dos brasileiros data do golpe de 64 deve ser desprezada, aponta Datafolha


Para 57% dos brasileiros data do golpe de 64 deve ser desprezada, aponta Datafolha
Foto: Reprodução / MTST

A celebração da data em que se iniciou a ditadura militar no Brasil (31 de março de 1964), sugerida pelo presidente da República Jair Bolsonaro, é alvo de críticas e discordância da maioria dos brasileiros, conforme levantamento realizado pelo Instituto Datafolha e divulgado neste sábado (6).

A pesquisa constatou que para 57% dos entrevistados, o golpe de 31 de março de 1964, deve ser desprezado. Aqueles que afirmaram o contrário, que a data merece ser comemorada, foram 36%. Outros 7% não souberam responder ou não quiseram opinar sobre o tema

Nesta pesquisa foram ouvidas 2.086 pessoas em 130 municípios brasileiros entre os dias 2 e 3 de abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança (que é a chance de a pesquisa retratar a realidade) é de 95%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade do internauta.